Saúde Integrativa

Descubra como encontrar motivação para fazer atividade física: entrevista

Quase todo mundo sabe que movimentar-se é saudável, faz bem para o corpo e para a mente, alivia o estresse, libera endorfinas. Então porque nem todo mundo tem a rotina de exercícios que gostaria?

Sendo médica e coach integrativa, uma das minhas funções é manter meus pacientes focados e motivados durante o programa, e como citado acima, atividade física é um dos pilares de uma vida saudável. Mesmo sabendo de todos os benefícios, algumas, ou melhor, muitas pessoas tem dificuldade em sentir prazer ou vontade de praticar exercícios. As desculpas são muitas, desde falta de tempo, de dinheiro, disposição — isso lhe soa familiar?

Por isso hoje vou compartilhar com vocês uma entrevista realizada com uma querida paciente. No momento em que ela entrou radiante em meu consultório contando sobre o seu fim de semana e como tinha feito seu melhor tempo na prova de corrida da famosa 10 milhas da Garoto (16 quilômetros) que aconteceu algumas semanas atrás aqui em Vitória, decidi que teria que compartilhar essa história com vocês. Além de ter alcançado seu melhor tempo e ganhar uma medalha como prêmio, Daniela também ganhou de seu marido um aposta, por ter terminado a corrida em menor tempo que ele. O prêmio da aposta é 12 jantares que serão realizados mensalmente durante 1 ano.

Que ótima forma de encontrar motivação. Tanto a prova da corrida quanto a aposta romântica criaram uma expectativa para além da rotina e obrigação de todo dia. Não há como negar, quando tudo está integrado: o amor, companheirismo, saúde e bem-estar os resultados são sempre os melhores.

Confira abaixo as super dicas que Daniela compartilhou conosco:

Nome, idade e profissão:

Daniela Thomes Coelho, 32 anos, assessora jurídica do Ministério Público Federal.

Há quanto tempo você tem o hábito de correr e por que você mantêm esse costume?

Comecei a correr em 2006, quando fui morar na Inglaterra. Foi a maneira que encontrei de manter uma rotina de exercícios físicos longe de casa, onde costumava malhar na academia. A corrida tem esse lado prático: você não precisa de ninguém para te acompanhar, nem de aparelhos, e nem de um local especial.

– Essa não foi a sua primeira participação na corrida das 10 milhas da Garoto. O que você acha que contribuiu para o seu melhor desempenho nessa corrida?

O evento da Garoto desse ano foi minha melhor experiência nessa prova, por vários motivos: foi o meu melhor tempo; não senti exaustão durante o percurso, circunstância experimentada em outras oportunidades; não senti nenhuma dor ou desconforto muscular após a prova!

corrida

Daniela e seu marido

– Como foi a sua alimentação no dia do evento?

Acordei cedo e me alimentei 3 horas antes do horário marcado para o início da prova. Comi três panquecas pequenas de banana (veganas! Receita em http://deliciouslyella.com/vegan-banana-pancakes-gluten-free-dairy-free-sugar-free – com uma pequena modificação: incluí maca peruana em pó na massa), com mel, morangos e nibs de cacau. Antes de sair de casa, aproximadamente 40 minutos antes da largada, tomei um café expresso.

Essas panquecas alimentam! Virou um hábito comê-las antes dos treinos: dão energia por muito tempo e sem pesar no estômago.

– Como é sua rotina de exercícios durante a semana?

Tento praticar atividade física todos os dias!! Os treinos de corrida são 3 vezes por semana; 2 vezes na semana faço treinamento funcional na praia de Camburi (CT Vida Plus) e nos outros dias pratico yoga. Descobri que variando a modalidade do exercício (corrida/funcional/yoga) eu me sinto estimulada a fazer atividades físicas todos os dias, pois não há monotonia.

Como era a sua vida antes de começar o programa de coaching em saúde integrativa e como está agora?

As mudanças são gradativas: acho que já tinha em mim um anseio por uma vida com mais bem estar e, nessa busca, encontrei o programa de coaching da Dra. Marcella. Em um primeiro momento, imaginei que seria algo mais restrito à nutrição; depois, descobri que a abordagem é mais abrangente, preocupada com a integridade do ser.

7- Como o programa tem lhe dado suporte?

Participar desse programa está sendo uma experiência surpreendente: sinto-me acolhida e orientada.

 – Você tem alguma dica para quem está começando a correr ou adotando uma alimentação saudável?

No caso da corrida, ter uma orientação especializada torna os treinos mais interessantes. Há profissionais que montam planilhas de treinos, com diferentes estímulos (ladeira, areia, treinos de velocidade, treinos de longa distância etc). Dessa maneira, cada treino é um desafio novo!

Em relação à alimentação, a dica é experimentar, vencer preconceitos! Ajuda também perder a preguiça da cozinha: encaro o momento de cozinhar como uma terapia e um ato de cuidado comigo.

Como tem sido o seu relacionamento com atividade física? Você tem aproveitado todo o potencial do seu corpo ou sempre está deixando para começar na semana que vem?

Gostou? Compartilhe!!

Previous Post Next Post

You Might Also Like

Enviar comentário