Browsing Tag

estresse

Saúde Integrativa

10 sinais de que você está sob estresse

Se você tem acompanhado o que eu tenho compartilhado já deve ter lido aqui sobre os efeitos do estresse em nossa saúde. O estresse é um fator comum a maioria das pessoas que consultam comigo.  Às vezes estamos em um ritmo tão acelerado e automático que acabamos achando que “estar estressado” é o nosso estado “normal” de ser.

O nosso corpo e mente não são sutis. Eles estão constantemente enviando sinais. Às vezes ouvimos e: comemos quando temos fome, bebemos quando temos sede, e de preferência dormimos quando cansados. Mas será que somos tão sensíveis quando a causa do nosso desconforto é o stress?

Eu já tive mais de uma paciente que no início do acompanhamento comigo referiu não sentir fome, sede ou vontade de ir ao banheiro. Na maioria das vezes, quando o nosso corpo e mente estão desesperadamente tentando nos desacelerar, nós fingimos não ouvir. Apesar disso, os sintomas de estresse são altos e claros. Você sabe quais são?

Aqui estão os dez principais sintomas de stress:

1. Insônia

2. Dores de cabeça

3. Dor no pescoço / dor nas costas

4. Pressão arterial elevada

5. Falta de ar

6. Problemas gastrointestinais (prisão de ventre, diarreia, gases, dor abdominal, azia, refluxo)

7. Irritabilidade

8. Fadiga

9. Irregularidades menstruais

10. Choro

Você tem algum destes sintomas? Se sim, seja honesta consigo mesma. O que você faz quando você experimenta qualquer um deles? Pára, pensa sobre possíveis causas para os sintomas e cuida melhor de si mesma? Ou você simplesmente toma um comprimido?

Se você pesquisar os medicamentos mais vendidos, irá perceber que quase todos eles são direcionados a tratar exatamente esses mesmos sintomas de estresse. Isso só pode significar uma coisa.

Nossos corpos estão fazendo o melhor que podem para nos enviar um sinal claro de que não estamos fazendo um bom trabalho cuidando de nós mesmas. Este é o significado de nossos sintomas de estresse. Mesmo assim, tratamos os sintomas com medicação, em vez de gerenciar nosso estresse.

Uma dor de cabeça? Ibuprofeno ou paracetamol. Fadiga? Café, chá ou uma bebida energética. Sintomas gastrointestinais? Antiácidos ou inibidores da bomba de prótons. Estes vários comprimidos funcionam. Eles fazem sintoma melhorar ou desaparecer completamente. Certo?

Porém, o que falta nesta equação é a noção de prevenção do stress. Fazer um sintoma desaparecer  temporariamente não é o que seu corpo precisa. O que ele realmente precisa é que você descubra por que esse sintoma está acontecendo em primeiro lugar, ou seja, qual é sua causa.

Quando você tem uma dor de cabeça de tensão, o seu corpo está lhe dizendo que ele precisa de alguma coisa: mais sono, ou menos ansiedade sobre seu trabalho ou de mais atenção na sua vida pessoal. Quando você tem uma digestão ácida por exemplo, precisa de menos cafeína, dias de trabalho mais curtos e mais divertidos.

A próxima vez que você experimentar algum desses sintomas, pare e ouça. Antes de correr para o seu armário de remédios ou para sua farmácia local, perceba que seu corpo está tentando lhe dizer alguma coisa. Então, ouça e aprenda.

Se você quiser conversar sobre como ouvir e identificar o que o seu corpo está precisando, clique aqui. Vou adorar lhe mostrar o quão entusiasmante e divertido pode ser cuidar de si mesma!

Gostou? Compartilhe!

Artigos

Como o estresse pode prejudicar sua saúde?

Ultimamente eu tenho trabalhado em vários projetos paralelos ao consultório e por mais que eu ame o meu trabalho, todos sabemos como é fácil ficar estressada quando temos muitas coisas para resolver, compromissos, problemas, etc. Estresse é algo que está presente na vida de quase todo mundo. Mas o que é o estresse?

Por definição é a resposta do seu cérebro a qualquer estímulo interno ou externo. Isso pode acontecer por uma mudança em seu estilo de vida, um dano físico como uma ferida, exercícios em excesso, cicatrização de uma cirurgia; e claro, estresse emocional causado por problemas no trabalho, relacionamentos, perdas, emoções, condições financeiras, etc.

O estresse não é algo bom ou ruim, simplesmente é. Como reagimos, lidamos, manifestamos, e gerimos o stress é onde está toda a magia – ou melhor, desafio. Os impactos do estresse em nossa saúde e nosso corpo podem se manifestar em uma infinidade de formas, incluindo alterações hormonais, reações do sistema nervoso, alterações no peso e sono, má digestão, doenças cardiovasculares, diminuição da imunidade, desequilíbrios do sistema reprodutivo, insônia, síndrome de fadiga crônica, distúrbios da tireóide, depressão, entre outras.

O estresse é uma resposta fisiológica necessária principalmente em situações de perigo. Por exemplo, se nos deparássemos frente a frente a um leão, precisaríamos de nossa resposta ao estresse para dar um impulso a todo gás para começar a correr, respirar mais rápido para fornecer oxigênio como combustível aos músculos e a liberação de hormônios das glândulas supra-renais, principalmente o cortisol, para aumentar nosso foco e usar as reservas de energia como combustível para fugir do perigo.

O cortisol não é um hormônio ruim, mas quando se torna elevado cronicamente esse hormônio sinaliza ao seu corpo para ele comer mais do que precisa porque está reagindo a um instinto de sobrevivência e não a um prazo do trabalho ou a 2 horas de trânsito. O cortisol é necessário, porém, altos níveis desse hormônio por muitas horas irão contribuir para um estado de inflamação silenciosa crônica e especialmente para o ganho de peso abdominal. Por isso é importante aprender como podemos desligar essa elevada resposta ao estresse quando ele não é necessário.

Para mim, yoga e meditação são ferramentas infalíveis para ajudar a aliviar o estresse. Com o ritmo em que as coisas acontecem, tão rápido e emocionante, podemos nos sentir sobrecarregadas com facilidade. Yoga e meditação me ajudam muito e podem ajudar você a manejar pensamentos negativos, listas de afazeres, pressões, ansiedades, etc.; é a única coisa que posso fazer para me centrar completamente e voltar para o meu verdadeiro eu, sentir-me feliz, alerta, energizada, e poder continuar a fazer o que faço melhor.

Quase todos os dias eu medito por alguns minutos depois da minha prática de yoga antes de começar meu dia de trabalho em um local especial na minha casa. Se você nunca fez yoga, tente uma aula experimental ou apenas sente em silêncio para observar sua respiração por alguns minutos. Pode ser uma meditação andando em um jardim ou parque, na praia ou mesmo em seu carro enquanto você dirige – você pode respirar fundo em qualquer lugar. O objetivo não é  “não pensar” porque os pensamentos virão, o desafio da prática é permitir que esses pensamentos flutuem como uma pequena bolha e não atribuir uma reação dando-lhes mais poder para tirar o momento presente.

 Gostou? Compartilhe!!