Browsing Tag

perda de peso

Receitas

Descubra os benefícios da chia e a misturinha mágica (receita)

Você já deve ter ouvido falar por aí que chia é bom para você. Pode até ter comprado um pouco – afinal, está na moda e a gente já se sente mais saudável só por tê-la em casa – mas no fim das contas não faz ideia de como usá-la ou porque você a comprou. Bem, chega de dúvidas! Aqui segue tudo que você precisa saber sobre esses minúsculos pontinhos de maravilha.

Sementes de chia são repletas de nutrientes: incrivelmente ricas em ácidos graxos ômega 3 anti-inflamatórios, são uma ótima fonte de proteínas com uma porção de 2 colheres de sopa contendo 5 g, além de ser uma grande fonte de cálcio, magnésio, ferro e potássio. Uma das características mais originais de sementes de chia, contudo, é seu teor de fibras.

dramarcellauliana-saudeintegrativa-chia-1

Elas contêm fibras solúveis e insolúveis, o que é importantíssimo para sua digestão. As mesmas duas colheres de sopa de sementes de chia contém 10 gramas de fibra o que é quase a metade de sua necessidade diária. Quanto mais fibras comemos maior a taxa de excreção de resíduos e toxinas do corpo. As fibras também promovem saciedade e permitem uma liberação lenta de energia, o que ajuda na perda de peso.

Outra grande vantagem, é que como a chia está cada vez mais popular, seu preço está baixando e ela está cada vez mais acessível. Atualmente, é possível encontrar 1 kg de chia por apenas dez reais! Contudo, tente comprá-la em lojas de produtos naturais, já que em supermercados ainda é possível encontrá-la por um preço mais alto.

Portanto, agora que você também ficou fã de chia, o que fazer com ela? As sementes de chia podem ser adicionadas a uma variedade de saladas, sopas, cereais, iogurtes, etc, mas também podem ser uma ótima opção de lanche ou café da manhã. A grande magia da chia é que quando essas sementes entram em contato com qualquer líquido, elas se tornam gelatinosas e se combinadas a outros ingredientes fazem uma incrível misturinha, e essa é a receita de hoje!

Misturinha é o nome dado por uma querida paciente, que assim como eu se apaixonou por essa receita desde a primeira vez que comeu. Ela é simples, satisfatória e super deliciosa para o café da manhã ou lanche da tarde. Pode até ser uma sobremesa se você adoçar ela um pouquinho mais. Também é uma ótima opção para levar para o trabalho ou faculdade, já que pode ser preparada na noite anterior e assim você não vai precisar desperdiçar aqueles 10 minutinhos a mais da soneca.

Ingredientes:

Serve 1 pessoadramarcellauliana-saudeintegrativa-misturinha

1 xícara de leite de côco (ou outro leite vegetal da sua preferência)

½ xícara de aveia em flocos grossos

2 colheres de sopa de chia

1 colher de sopa de uva passas (opcional, use mais para adoçar de acordo com o seu paladar)

1 colher de chá de canela em pó

 

Cobertura:

1 fruta de sua preferência picada (banana, morango, pêra, maçã, etc)

Um pouco de mel ou agave, para adoçar mais

Folhas de hortelã

1 castanha do Pará ralada

 

Instruções:

1- Misture todos os ingredientes até a canela em um recipiente de vidro com tampa e deixe na geladeira durante a noite. É o período que a chia precisa para hidratar e dar a consistência de mingau. Espere uns 5 minutos antes de colocar na geladeira e mexa novamente para que a chia se misture uniformemente.

2- Na manhã, corte a fruta de sua preferência, pique as castanhas e deguste com uma xícara de chá ou uma bebida de sua preferência.

Observações:

Para uma opção sem glúten, substitua a aveia por quinoa ou amaranto em flocos.

Em dias mais frios, aqueça a misturinha em uma panela em fogo baixo por alguns minutos.

Nas fotos eu usei sementes de cânhamo na cobertura. Se você não sabe o que é isso, aguarde, elas serão assunto em um post futuro.

Espero que essa receita lhe mantenha saciada e bem nutrida durante o seu dia. Você não vai acreditar em quanta energia terá depois de comer essa maravilha!

Gostou? Compartilhe!

Dicas, Saúde Integrativa

Sendo realista

Quando as pessoas querem perder peso e chegam para a primeira consulta comigo, já tomaram a decisão de transformar seu corpo para melhor. Estão cansadas de se sentir desconfortáveis em seu próprio corpo, então, decidiram tomar uma atitude.

Aqui estão os seus objetivos:

  • Comprar roupas de tamanhos menores para motivar-se para chegar a esse tamanho o mais rápido possível
  • Ir para a academia por três horas todos os dias
  • Pular uma refeição todos os dias para reduzir calorias
  • Nunca comer um único grama de carboidratos ou açúcar novamente
  • Perder pelo menos 5 quilos por semana, assim como aquela celebridade fez na última dieta.

Porém, a realidade é esta:

  • Talvez seu tamanho objetivo não deve ser realmente um P, dependendo do sua estatura e altura.
  • Você é muito ocupad@ para malhar tanto! Além disso, exercitar-se por muitas horas só vai te estressar e suprimir seu estilo de vida de qualquer maneira.
  • A menos que você seja um atleta profissional de alta performance, não há nenhuma razão para fazer isso a si mesm@.
  • Pular refeições não é a resposta. Seu corpo não vai ser enganado tão facilmente e vai compensar a deficiência de calorias mais tarde, dando-lhe vontade de comer coisas que você provavelmente não deve comer.
  • Os carboidratos não são ruins para você. Sim, provavelmente você deve diminuir um pouco a quantidade que você come de carboidratos, mas isso é porque comemos muitos deles. Você ainda quer comê-los – apenas os tipos certos e não muitos. Caso contrário, você vai ficar mal-humorad@, frac@ e cansad@.
  • Por último, 0,5 a 1 kg por semana é mais real do que 5 kg por semana, a menos que você passe fome e exercite-se 6 horas por dia, sem nenhum estresse em sua vida para te atrapalhar.

Por favor, não cometa o mesmo erro outra vez. Quando nos submetemos a alcançar padrões altíssimos, muitas vezes acabamos ficando sobrecarregad@s, frustrad@s e desistimos no meio do caminho.

Escolha seus objetivos com sabedoria. Não prepare-se para o fracasso! Seja razoável.

 

Acompanhe meu próximo post sobre como ser razoável quando em busca de uma alimentação saudável.

 

Espero que esse post tenha lhe ajudado a estabelecer objetivos reais e acessíveis para você e seu corpo.

 

Beijos com saúde!!

Dra. Marcella

 

Gostou? Compartilhe!

Artigos

a chave é a atitude positiva

Perder peso pode ser um caminho complicado, difícil e doloroso. Frequentemente em minha prática, me deparo com pessoas que já fizeram os mais variados tipos de dietas, em algumas até tiveram sucesso e conseguiram perder o peso desejado, mas infelizmente, na maioria dos casos, isso dura em média 6 meses e depois acabam recuperando o peso perdido e até ganhando quilos extras. Essas pessoas já tem como meta pessoal uma alimentação saudável, porém não conseguem associar o que fazem a alcançar o peso desejado. Isso se dá por alguns motivos como:

– Maus hábitos e condicionamentos antigos – “Eu não vivo sem sobremesa!” ou “Sei que deveria fazer exercícios, mas não consigo”

– Medo de mudar e pressão familiar contra mudança – “Já foram tantas dietas que meu marido acha que eu não vou mais conseguir emagrecer”

– Uma crença teimosa na eficácia da próxima dieta – “Vou fazer a dieta do melão para emagrecer 10 kg em 5 dias até aquela festa”

– Desencorajamento diante do próprio excesso de peso – “O meu corpo é este. Melhor aceitar isso”

– Um histórico de não conseguir perder peso – “Já tentei de tudo e li um monte de livros sobre regimes, mas nada funcionou”, “Acho que meu excesso de peso é genético”

– Desejo insaciável por alimentos salgados, doces e gordurosos – “Conheço os alimentos certos, mas não resisto à frituras e sobremesas”

– Falta de tempo, o que torna mais fácil buscar produtos industrializados, redes de fast-food e lanchinhos no meio da tarde – “Eu não tenho tempo” ,”É tudo muito difícil”

São vários obstáculos na vida das pessoas. Além disso, somos vítimas de um sistema de consumo em que somos enganados por rótulos que estampam as palavras natural, light e nutritivo a fim de vender nada além de produtos industrializados, ao passo que não existem propagandas de frutas frescas, vegetais, grãos integrais e produtos orgânicos. Estamos cercados de propagandas na mídia nos dizendo o que comer, e quando estamos fora de casa, fica difícil encontrar coisas realmente saudáveis e naturais.

Então como reverter isso?

Não somos a nossa história, não somos nosso passado. Podemos criar um novo corpo através de escolhas conscientes. O corpo físico é sempre reciclado – quase todo ele – uma vez por ano (o revestimento do estômago a cada cinco dias; a pele, uma vez por mês; o esqueleto a cada três meses, o fígado a cada seis semanas, o material genético a cada seis semanas).

Sempre mudamos a atividade dos genes por meio dos mesmos sinais enviados pelos pensamentos, emoções e comportamentos. O corpo está em constante mudança. O Dr. Dean Ornish e pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, demonstraram que o rendimento de até 500 genes pode ser alterado quando uma pessoa faz mudanças no estilo de vida, tais como alimentar-se melhor, fazer exercícios, meditar ou controlar o estresse.

Por isso, o mais importante é:

– Mude sua atitude. Torne-a positiva e crie a partir dela. Envie a mensagem do que você quer ao seu corpo, e ele vai entender.

– Coma comida de verdade, evite produtos industrializados com ingredientes incompreensíveis;

– Movimente-se, caminhe até o trabalho, pegue as escadas ao invés do elevador, dê um mergulho ou o que você preferir;

– Durma bem, procure dormir de 7 a 8 horas por noite;

– Reduza o estresse, experimente meditar por 10 minutos, faça uma aula de yoga ou o seu esporte preferido.

Para resultados a longo prazo, você deve fazer mudanças suaves para que seu corpo e seu estilo de vida aceitem. Não apenas siga a dieta da moda que funcionou para alguma celebridade. Foi isso que deu certo para mim!

Referências:

ORNISH. D, et al. ” Effect of comprehensive lifestyle changes on telomerase activity and telomere length in men with biopsy-proven low-risk prostate cancer: 5-year follow-up of a descriptive pilot study”. The Lancet Oncology, Volume 14, Issue 11, October 2013, Pages 1112–1120

ORNISH. D, et al. ” Changes in prostate gene expression in men undergoing an intensive nutrition and lifestyle intervention”. vol. 105 no. 24 Dean Ornish,  8369–8374, doi: 10.1073/pnas.0803080105

Chopra, Deepak. Você tem fome de quê? : a solução definitiva para perder peso, ganhar confiança e viver com leveza/ Deepak Chopra : tradução Maria Sylvia Corrêa. -1. ed. -São Paulo: Alaúde, 2014

Receitas

sorvete tropical de coco, manga e chia

Congelar frutas é a melhor maneira de sempre ter uma opção disponível em casa para um smoothie ou um sorvete, principalmente quando você não teve tempo de ir ao mercado ou à feira. Eu sempre corto em fatias e congelo as bananas quando elas já estão começando a ficar mais escuras (quanto mais escura mais doce) e uso no meu smoothie matinal. Eu também congelo morango, amora, abacaxi, manga e mamão. Assim, quando eu acho que não dou conta de comer as frutas e elas vão estragar, acabo evitando desperdício e economizando dinheiro com praticidade.

Essa receita é uma das melhores coisas que eu comi nas últimas semanas e é muito fácil. É  refrescante, super cremosa, e o doce da banana batida com leite coco combina perfeitamente com o sabor tropical da manga. Pode ser servida como sobremesa ou, como um café da manhã ou lanche da tarde.

É feita com chia, um superalimento que é ótima fonte de fibras e que tem a capacidade de aumentar 10 vezes seu tamanho quando absorve líquidos, causando saciedade por mais tempo, além de ser uma proteína completa, essencial para deixar os cabelos e unhas mais fortes. Eu coloquei goji berry, uma fruta nativa da Ásia que é usada há mais de 6.000 anos pela Medicina Chinesa por ser muito rica em vitamina C e outros antioxidantes que ajudam a lutar contra o cancer e que tem demonstrado auxiliar na perda de peso.

 

Sorvete tropical de coco, manga e chiasorvete tropical pinterest

vegana/sem lactose/sem glúten

 

Ingredientes

200 ml leite de coco

3 colheres de sopa de chia

1 1/2 xícara de banana congelada (aproximadamente 1/2 banana por pessoa)

1 colher de chá de extrato natural de baunilha ou fava (opcional)

1 colher de melado de cana (ou: mel, agave, stevia)

1 manga cortada em cubos

 

Coberturas opcionais:

Goji berries

Sementes de linhaça

Maple syrup

dramarcellauliana-creme-gelado-coco-manga-chia-4

Preparo:

1- Coloque o leite de coco em uma tigela pequena e adicione a chia. Deixe repousar por 5 minutos, adicione o melado e a baunilha se estiver usando e mexa até misturar bem;

2- Coloque a banana congelada em um processador de alimentos ou liquidificador, adicione o creme de leite de côco-chia (reserve meia xícara da mistura para usar depois) e bata até virar um creme, com textura de sorvete. Isso pode levar alguns minutos. Pode ser necessário desligar o processador e mexer algumas vezes;

3- Adicione creme de leite de coco-chia em 4 recipientes pequenos como os da foto ou em uma maior para fazer uma porção única. Depois coloque o sorvete e a manga. Finalize com um punhado de sementes de linhaça, goji berries secas e um toque de maple syrup ou mel se estiver usando;

4- Sirva imediatamente.

Serve 4 porções.

 

 

Fotos: Paulo Resende

Receitas

“Chuco” matinal emagrecedor

Eu gostaria de apresentar a vocês essa nova bebida que é criação de uma grande amiga e paciente que se tornou expert em culinária saudável depois de apenas três sessões comigo. Ela combinou ingredientes terapêuticos e deliciosos como páprica, gengibre, limão e maple syrup (ou xarope de bordo) com água e fez o que  seu marido chama de “chuco”(junção entre chá+ suco = chuco). É levemente doce, com um toque cítrico do limão e picante do gengibre, absolutamente delicioso e rico em antioxidantes.

Ela toma uma xícara todas as manhãs para acelerar o metabolismo e auxiliar na perda de peso, já que páprica e o gengibre são termogênicos e ajudam a queimar gordura e o limão ajuda a eliminar toxinas. Ela começou a fazê-lo e agora todos em sua casa aderiram, incluindo seu filho lindo de 5 anos, Eloy. Além disso, percebemos melhoras incríveis na imunidade de toda a família e, inclusive, somada a algumas outras mudanças, minha amiga/paciente já eliminou mais 8 kg.

No último feriado nos reunimos na casa dela para testar algumas receitas como gazpacho, risoto de limão com aspargos ao pesto, creme gelado de banana e côco com manga e todas foram sucesso! Logo logo vou postar algumas delas aqui!

Enquanto estávamos conversando sobre diferente dietas seu marido me mostrou esse livro porque gostaria de saber mais sobre a dieta paleolítica. Curiosamente, essa é uma pergunta que tenho escutado frequentemente, então vou falar um mais sobre ela no próximo post. Para não perder, inscreva-se aqui ao lado para receber por email.

E você que está preocupado com seu peso, o que tem tomado para ajudar a perdê-lo?

Por favor não hesite em comentar abaixo ou envie um email.

 

“Chuco”

3 xícaras de água fervente

3 fatias de gengibre (aprox 2cm)

Suco de ½ limão

1 colher de chá de maple syrup (ou mel, agave, melado de cana)

1 colher de chá de páprica picante

Adicione todos os ingredientes em um bule ou outro recipiente com tampa e deixe repousar por meia hora ou mais para misturar e intensificar os sabores. Pode ser bebido quente, morno ou frio.

Receitas

Arroz vermelho com leite de coco e shimeji

Essa receita é deliciosa, simples, nutritiva, e por isso é ótima para fazer quando receber amigos em casa (se você contar que é vegana e sem glúten eles não vão acreditar). Eu adoro a culinária baiana, e acho a combinação de leite de coco com coentro perfeita, já que é levemente doce, fresca e super cremosa. A primeira vez que eu fiz essa receita Continue Reading