Artigos

Em busca do “peso feliz”

Uma das preocupações mais comuns de meus pacientes é atingir o peso ideal. Porém, particularmente não gosto deste termo, uma vez que ideal sempre remete a algo difícil e fora da realidade. Quantas coisas são ideais de verdade em nossa vida?

Por isso eu prefiro usar o termo “peso feliz”. Um peso feliz, para mim, é aquele que não requer nenhuma pressão mental ou emocional ou culpa sobre o que eu estou comendo, como estou em relação a atividade física, estando livre de comparações visuais e apreciando o meu corpo pelo o que ele faz por mim todos os dias quando me possibilita realizar o meu trabalho, me exercitar e me divertir; Peso não é apenas um número, é um sentimento e um estado de ser.

Números podem ser relativos e não são a verdadeira definição de sua saúde e bem-estar. O seu peso “feliz” é aquele em que você se sente incrivelmente forte e disposta, pronta para malhar, caminhar por trilhas, dar uma volta de bicicleta, ou que permite que você fique de pé o dia todo trabalhando em um emprego que você ama, ajudando aos outros na comunidade, carregando os pequenos, etc.;

O que um peso feliz significa para você? Que atividades você é capaz de fazer por causa disso? É hora de começar a apreciar o nosso corpo pelo que ele nos permite fazer com as nossas vidas ao invés de como ele parece visualmente e fisicamente – nossos corpos nos permitem sentir alegria, amor, felicidade, emoção, força e muito mais!

Há dias em que eu termino uma sessão com um(a) paciente e continuo a pensar e refletir sobre nossa conversa. Ás vezes nem sequer falamos sobre alimentação e nutrição na primeira ou até na segunda sessão. Para mim, ser a melhor coach e médica possível envolve um plano sólido de nutrição, porém o mais importante é chegar à principal causa de problemas como alimentação por estresse, gatilhos emocionais e mentais, compulsão alimentar / excessos, que auto sabotam os esforços para perder peso e outros objetivos.

Muitos desses e dessas pacientes abrem-se muito e compartilham seus pensamentos mais profundos sobre eles mesmos. O que escuto com muita frequência são ideias de depreciação e sentimento de não serem bons o suficiente. Escutam essa voz interior negativa sobre seu peso e tomam isso como uma definição de quem você é, dizendo: “você é gordo, nunca conseguirá emagrecer, não tenho tempo, é muito difícil, nunca funcionou e nunca vai funcionar”. E dessa forma, nunca sentirá alegria e apenas irá gerar esses tipos de situações na vida.

Nós, como mulheres (e homens), devemos abraçar coletivamente a unidade que está em todos nós e chegar ao que realmente importa –  viver com todo o potencial que temos uma vida de amor e bondade para com nós mesmos e aos outros. Lembre-se, estamos todos no mesmo caminho, para viver da melhor forma possível, saudáveis e felizes! Por isso, deixe a negatividade de lado e crie espaço para expressar sua verdadeira força interior!

Gostou? Compartilhe!!

 

Previous Post Next Post

You Might Also Like

6 Comentários

  • Reply Christiane Perdigão 28/05/2015 at 02:16

    Vc é uma pessoa muito iluminada!
    Parabéns por tratar das pessoas de maneira holística!

    Um beijo

    • Reply dramarcella 28/05/2015 at 17:30

      Obrigada por ter lido o post e pelo carinho Cristiane!!

      Um beijo

  • Reply karina 23/06/2015 at 16:59

    Parbéns Ma….
    Uma menina sempre muito linda….e acreditem ela consegue ser cada dia mais linda!!!
    Encontrou o seu caminho e anda espalhando luz !!! Essa é a verdadeira beleza e verdadeira felicidade, bjos.

    • Reply dramarcella 29/06/2015 at 21:50

      Obrigada Ka!! Você que é que linda!!

      Fico muito feliz que você tenha gostado!!

      Beijos

  • Reply Natassia Miranda da Silva 02/12/2016 at 01:15

    “(…)É hora de começar a apreciar o nosso corpo pelo que ele nos permite fazer com as nossas vidas ao invés de como ele parece visualmente e fisicamente. (…)” A mais pura verdade Marcella! Como somos ingratos todos os dias mesmo tendo um corpo perfeito que nos permite fazer absolutamente tudo que mais amamos! Tópico pra muita reflexão e introspectiva…rs

    • Reply dramarcella 05/12/2016 at 01:07

      Com certeza Natassia. Tudo a ver com o que conversamos na primeira sessão! AInda vamos refletir muito sobre isso 😉

    Enviar comentário