Receitas

4 dicas para as crianças se alimentarem de forma saudável

Na última sexta-feira fui convidada para fazer um workshop de brigadeiros saudáveis com crianças de 3 a 6 anos na Educação Infantil Upuerê aqui em Vitória para um projeto de culinária da escola. As crianças aprenderam sobre todos os ingredientes e quais benefícios tem para cada parte do corpo.

Foi uma manhã descontraída em que elas também aprenderam porquê o açúcar pode ser prejudicial e como é importante ter uma alimentação saudável para elas crescerem forte e inteligentes.  Adoraram saber a origem e história dos alimentos como a chia, semente consumida pelos guerreiros maias no México e o cacau, fruto nativo da Amazônia e uma ótima fonte de energia, além de termos nos divertido muito enquanto preparávamos juntos a receita.

Untitled design (6)

 

O que os pequenos comem durante a infância determina não apenas como a saúde deles é durante esse período mas também reflete na vida adulta. De acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS, crianças que consomem açúcar e sal antes de um ano de idade tem maiores chances de apresentar obesidade, diabetes e pressão alta na vida adulta. O açúcar não apenas causa ganho de peso, enfraquece a imunidade, causa cáries, como também pode afetar a memória e o comportamento das crianças, levando a uma hiperatividade segundo alguns estudos¹.

Se você tem filhos em casa é provável que já tenha passado por tempos difíceis tentando fazer eles comerem verduras, saladas, frutas ou qualquer outro tipo de comida. Eu sei o quão difícil e desafiador isso pode ser, mas não desista.

Siga essas 4 dicas para começar a mudar a alimentação em casa e você irá se surpreender com os resultados:

1- Crie estratégias para entreter as crianças contando histórias, inventando formas divertidas de montar e decorar o prato. Aproveite as cores naturais e vivas dos alimentos para criar refeições coloridas e atrativas.

2- Deixe que elas coloquem a mão na massa. Uma maior interação na hora de cozinhar faz com que elas sintam responsabilidade pela comida e isso facilita a introdução de novos alimentos e da própria aceitação a alimentação. Explore os sentidos estimulando-os a cheirar cada ingrediente, tocando e percebendo a textura, etc.

3- Explique como funciona e como deve ser seguida uma receita culinária e aproveite para trabalhar a memória através dos ingredientes, matemática através das porções, seja criativa!

4- Seja o exemplo. O comportamento dos pais é como um espelho na forma como as crianças agem. É importante que você seja a inspiração e que elas sejam encorajadas pelos seus hábitos. Se você continuar tomando refrigerante, espere o mesmo de seu filho(a).

Hoje vou postar a receita que fizemos de brigadeiros e que as crianças venderam à noite para arrecadar dinheiro para sua formatura. Elas adoraram e as vendas foram um sucesso, não sobrando nenhum no final. Os brigadeiros também vinham com a receita para serem feitos em casa. Ela é sem lactose, sem glúten e contém apenas açúcar natural das tâmaras e do melado, que são ricos em vitaminas e minerais. Esses brigadeiros são uma ótima opção para festinhas de aniversário ou para um lanche da tarde.

Untitled design (7)

Ingredientes:

1 xícara de coco ralado não adoçado

1 xícara de amêndoas

1/2 dúzia de tâmaras

4 colheres de sopa de manteiga de castanha de caju*

2 colheres de sopa de cacau puro

1 colher de sopa de óleo de coco

1 colher de sopa de melado (opcional,

 

Rende 20 a 22 unidades

Instruções:

1- Comece colocando as amêndoas e o coco em um processador e bata por um minuto ou dois, até que comece a se formar uma farinha. Em seguida, adicione a manteiga de castanha de caju, óleo de coco , cacau e misture por alguns segundos antes de lentamente adicionar as tâmaras. Deixe o processador ligado até que misture bem e você obtenha uma mistura pegajosa.

2- Enrole as bolinhas utilizando aproximadamente uma colher de sopa da mistura para cada unidade. Passe os brigadeiros em coco ralado, chia, gergelim, goji berries ou o que preferir e leve a geladeira para firmar por uma hora, ou você também pode comer diretamente com uma colher sem enrolar mesmo.

3- Armazene na geladeira em um recipiente fechado por 4 a 5 dias.

* A manteiga de castanha de caju pode ser encontrada pronta em lojas de produtos naturais ou feita em casa. Clique aqui para a receita que é muito fácil de fazer.

Foi um momento incrível e muito gratificante! Fiquei muito feliz por ver escolas como Upuerê que incentivam uma alimentação saudável. Como é a alimentação na escola dos seus filhos? Vocês tem passado um tempo juntos na cozinha?

Gostou? Compartilhe!!

 

1- Crook, W., Sugar and children’s behavior. New England Journal of Medicine 1994 June 30;330(26):1901-1904.

See, e.g., Aylsworth, J. Sugar and Hyperactivity. Winter l990 Priorities; 31-33.

Behar, D., et al. Diet and Hyperactivity. Nutr Behav l984; 1:279-288.

Rapoport, J.L., et al. Behavioral Response to Sweeteners in Preschool Children. Presented at the International Conference on Nutrients and Brain Function, Scottsdale, Arizona, Feb 12, l986. Originally published in American Journal of Psychiatry, November 1987, Vol. 144, No. 11;http://www.cmer.org/class/articles/sugar1.html.

Prinz, R.. et al. Associations Between Nutrition and Behavior in 5-Year-Old Children. May l986 Nutr Rev. Rapoport, J. Diet and Hyperactivity. May l989 Nutr Rev Supp 158-161.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

Enviar comentário